O corpo de Benjamin Franklin

Em 1728, aos na casa dos anos, Benjamin Franklin preparou uma inscrição para seu túmulo, poema que hoje está “imortalizado” no Independence Hall, na Filadélfia:

Auto-epitáfio de um Editor

Aqui jaz, alimento para vermes,
O corpo de
B. Franklin,
Editor,
Tal como capa de alfarrábio
De páginas devastadas,
Despojada de letras e adornos.
Mas a obra não foi totalmente perdida:
Como ele acreditava, mais uma vez ressurgirá,
Em nova e aperfeiçoada edição,
Corrigida e ampliada,
Pelo autor.

As traduções de Jézio Hernani Bomfim Gutierre para esse e outros textos podem ser vistas na coletânea Como escolher amantes e outros escritos, com apresentação biográfica de R. Jackson Wilson (EdUnesp, 2006)

Foto: Rupert Azarcon

Benjamin Franklin’s Epitaph wrote by himself

The Body of Benjamin Franklin, printer
(Like the cover of an old book,
Its contents worn out,
And stripped of its lettering and gilding)
Lies here, food for worms.
Yet the work itself shall not be lost,
For it will, as he believed, appear once more.
In a new
And more beautiful edition,
Corrected and amended,
By its Author.

Epitaph on the grave of Benjamin Franklin, located just in sight of Independence Hall, written by himself.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *